The Last of Us: Left Behind foi importante para a criação de Uncharted: The Lost Legacy



Após a conferência da Sony na E3, muitas pessoas ficaram desapontadas por não verem The Last of Us Part II no evento, fazendo com que Neil Druckmann, diretor do game, explicasse a sua ausência.

Nos últimos meses a Naughty Dog tem trabalhado incansavelmente na conclusão de Uncharted: The Lost Legacy, para que só então, o estúdio possa se dedicar totalmente ao jogo que tem tudo para marcar o retorno de Joel de Ellie. Dividida entre os dois projetos, como de praxe, seus games influenciam uns aos outros, o que é natural.

Em conversa com o The Verge, nos bastidores da feira, onde foi revelado o gameplay das aventuras de Chloe e Nadine,  o diretor de The Lost Legacy, Kurt Margenau, disse como The Last of Us: Left Behind de Druckmann, os deu confiança para experimentar coisas menores.

Eu acho que (Left Behind) provou que valia a pena, e para (The Lost Legacy) era maior.

O novo desafio agora é que podemos fazer essa coisa enorme, e há novos personagens com história nova, então isso nos deu confiança. 

Essas histórias menores permitiram que a Naughty Dog voltasse rapidamente para um projeto, enquanto também trabalhava com novos personagens, acrescentou Margenau.

Enquanto Left Behind pretendia complementar a história principal, ele descreveu isso como "preenchendo lacunas para um dos personagens principais". Já The Lost Legacy tem uma história completamente nova para contar e, devido a necessidade que tiveram, isso evoluiu para algo maior e diferente do que fizeram na expansão de Ellie e Riley. Mesmo que haja semelhança na relação de Chloe e Nadine e como ela muda ao longo do tempo, a maneira como elas pensam sobre determinadas coisas é um pouco diferente.

Chloe é mais do improviso. Nadine quer seguir o plano e ela não está acostumada a receber ordens.

Ambas são boas e se dão bem, mesmo quando não concordam. A demonstração na E3 foi curta, mas cheia de ação, onde atravessavam uma selva exuberante, se deparavam com ruínas e enfrentavam inimigos hostis.

Margenau se recusou a dizer se vão procurar mais histórias autônomas para seus jogos, esclarecendo que o estúdio ainda está focado no projeto em questão. Mas Uncharted, em particular, sempre foi sobre mais de um personagem, ele diz.

Se a franquia é boa, você pode preenchê-la com várias histórias. Uncharted sempre foi sobre o conjunto.

Embora você possa possa ver um pouco da demo do gameplay de The Lost Legacy, por vias não oficiais, disponibilizado na E3, a desenvolvedora fará a revelação oficial através de uma live no dia 20 de junho, conforme noticiou hoje em seu blog.
Tecnologia do Blogger.